quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Meu presente de aniversário

Dia 24 de fevereiro finalmente chegou e pude executar o plano que vinha mancomunando há semanas. Um plano malígrino, como diria Bento Carneiro, o vampiro brasileiro. Um ato que deixaria o tal vampiro com água na boca. Hummmmmm... Sangue! Eu queria ver sangue no dia do meu niver. O sangue do bem!!!!

E foi assim que logo cedo rumei para o Hospital Municipal Cardoso Fontes, pertinho da minha casa. Ao entrar, fui seguindo as gotas espalhadas pelo chão, que me conduziram até um guichê onde uma moça simpática me atendeu:

Vai doar? Para quem?

Pra ninguém disse eu, atrapalhada. Quer dizer, pra ninguém especificamente.

Doação voluntária. Maravilha! comemorou a atendente.

Esperei um bocado até chegar a minha vez, mas valeu a pena. No dia do meu aniversário, no dia em que ganhei a vida há 41 anos, lá estava eu para agradecer a Deus por minha saúde doando algo que tinha de muito precioso: o meu sangue. E através deste ato tão simples salvei três vidas! Sim, três vidas!!!!! Quem foram os beneficiários? O que me importa!

Por todos os atendentes que passei, fui muitíssimo bem tratada. Aliás, em todos os locais que já doei sangue anteriormente o mesmo aconteceu. Doar sangue é um ato de amor. E as pessoas que trabalham na coleta costumam ser bem amorosas.

Foi com carinho, então, que o “coletor de sangue” (meu Deus, como chama esse importante profissional?) aceitou tirar uma foto comigo enquanto eu doava. Jorge salve simpatia! chamou a colega da recepção para clicar e fez pose para a minha lente. Valeu!!!! Ele perguntou qual era minha profissão. Disse: jornalista. “Logo vi. Gente cara-de-pau, entrona e chata!”, retrucou Jorge.

Só rindo! É isso mesmo... E é por ser cara-de-pau e chata que estou postando o que fiz hoje aqui. Para tentar convencer vocês, meus queridos leitores, a fazerem o mesmo. Na parede do Banco de Sangue, havia um cartaz escrito: “Entre para a corrente sanguínea. Doe sangue e convide alguém a doar.” Pois é, pessoal... Esse é o meu objetivo. Não é para ninguém ficar falando “ah, como ela é boazinha!” e sim para fazer um convite a quem me lê agora: assim que puder, doe sangue também!!!

No site do Hemorio (www.hemorio.rj.gov.br), você vai encontrar todas as informações e, o melhor, o local mais próximo de sua casa. Foi assim que eu cheguei até o Cardoso Fontes. E saí de lá tão feliz, mas tão feliz, que valeu como o presente de aniversário que dei a mim mesma. E a mais três pessoas, não esqueçam.

8 comentários:

Fernando Freire Jr. disse...

Ai, Ana, eu tô ficando velho e cada dia mais emotivo. Na verdade chorão mesmo. Seu gesto me emocionou porque eu trabalhei em hospitais e vi a importância disso que você fez. Como disse no twitter, o niver é seu, mas o presente é nosso. Com mais um texto seu e acima de tudo com seu exemplo. Nada ilumina mais o nosso espírito (ou pra usar a sua linda e inesquecível metáfora - faz nosso coração brilhar) do que ajudar alguém verdadeiramente sem esperar nada em troca. O bem pelo bem. Que seu dia seja especial como você. Um beijo com muito carinho.

Carol disse...

Tinha que fazer isso também! Seguirei o seu conselho... assim que puder irei.
beijos e parabenssssss

ira disse...

Ai Aninha, se eu pudesse!!!
Mas já pude e por longos anos o fiz, assim como você.
Apesar de me sentir interassa, pelo histórico de minha doença (cancer de mama) deixei de "PODER" ser doadora. Que isto incentive ainda mais os plenamente saudáveis a fazê-lo. Parabéns por tão sábia decisão e principalmente, pelo exemplo.
No primeiro momento, achei que você iria se tatuar!!! rsrsrs

roger disse...

Amar o próximo como a ti mesmo... fazer o bem sem olhar a quem... dar, sem receber... citações tão comuns, porém tão pouco praticadas numa sociedade egoísta e caótica, onde o ego supera o eu... Você, Ana, sempre teve o brilho do amor nos olhos... Subverte-se aqui a máxima 'Deus é Amor'... aqui, Amor é Deus! Brilhe sempre!

Glória Britho disse...

Ai, amiga, que lindo!
Eu já doei muito sangue, mas depois da gastroplastia fiquei impedida. A OMS diz que não podemos fazer isso, mas fico imensamente feliz que muitos outros possam. Nada demais vindo de você, né? Poderosa!

Gabi disse...

Amiga, feliz aniversário atrasado!

Parabéns duplamente. Imagino sua felicidade em ajudar alguém. Já doei uma vez na faculdade e há anos planejo de ir ao Hemo-Rio e não tomo uma atitude. Obrigada por me lembrar a ser mais determinada na hora de fazer algo que não seja para mim, rs.
Beijos!

Fernanda disse...

Ana, tinha mesmo que partir de alguém tão especial como vc um gesto tão sublime. Doar vida no dia em que comemora a vida!!!
Eu conheço de perto a luta dos que precisam de sangue diariamente e encontram os bancos de sangues vazios, sei o quanto foi importante e valioso o seu sangue.
Espero de coração que outras pessoas leiam seu texto, sua campanha e sigam seu exemplo.
Além de doadora vc é uma multiplicadora!!! Parabéns.
P.S. Sugiro que vc aproveite a próxima doação e seja doadora de médula osséa, que tbm é muito simples.
Um beijo no seu lindo e especial coração!!!

Marcio Bruno disse...

Doar sangue é tudo de bom. Para quem quiser o INCA pede não só sangue mas tb plaqueta e medula. Tem que ser cadastrado, não doi e ajuda ou dá esperança pra muita gente.

http://www1.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=259