quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Bons tempos eram aqueles?


Percebo à minha volta uma fase saudosista meio generalizada. No meu Orkut, vira e mexe tenho postado fotos antigas, de um PB amarelado ou com a cor totalmente diferente das imagens digitais de hoje. E essas fotos fazem sucesso! Muitos amigos comentam e aproveitam para também divulgar suas fotos do ontem. Até minha filha, do alto de seus 12 anos, curte escanear e postar suas fotos de quando bebê ou menorzinha. Ela também sente saudades do tempo que ficou pra trás. E olha o tanto que ela ainda tem pra viver pela frente, né?
No Facebook, reencontrei uma amiga de adolescência muito querida e ela ontem adicionou uma foto de sua turma de colégio. No meio de tantas carinhas jovens, identifiquei minha amiga, com seus cabelos longos e sorriso franco. Aquela mesma amiga que vivia comigo pelas ruas do Flamengo e pelas noitadas na Barra. Uma imagem que ficou perdida nos idos anos 80. Então escrevi o seguinte comentário: "Ai, que linda! A Tati da minha adolescência." E ela respondeu: "Saudades destes bons tempos, Aninha..."
Bem, alguém me chamar de Aninha atualmente já é um saudosismo! Hoje escuto mais senhora, dona Ana, tia... Só os amigos antigos (xiii, "antigos" é brabo!) lembram que esse era o meu apelido. O que mais me chamou a atenção, porém, foi o "Saudades destes bons tempos...". Pensei se eles foram bons mesmos. Espinhas, cabelo difícil de arrumar, amores platônicos, hormônios a mil, incertezas... Mas tinha também uma liberdade pulsante (apesar de ter que dizer pra mãe cada passo que a gente ia dar), corpos rijos (e seios em riste, isso sim dá saudade!!!), a certeza de tudo saber (hoje, só sei que nada sei...), um mundo pela frente! É... Foi uma fase boa mesmo!
Só que eu não sou do tipo que diz: "Aqueles é que eram bons tempos..." Pra mim, todo tempo é bom. Teve a infância, a adolescência, o início da fase adulta. Faculdade, primeiro emprego, formatura, primeiro emprego duradouro, casamento, gravidez, filhos... Para alguns teve o divórcio e um novo casamento. E todos nós - da geração 80 - estamos vivendo agora a força da gravidade sobre nossos corpos, a mudança das linhas de nosso o rosto e da cor de nossos fios de cabelo. Mas com isso tem vindo também um delicioso amadurecimento que faz, justamente, a gente achar que o O BOM É O AGORA. O ontem foi uma delícia, mas ainda era meio capenga de maturidade. E o amanhã... Ah, o amanhã... Estaremos no auge da sabedoria nesta existência!
O amanhã tem tudo para ser ótimo se nos permitirmos viver o hoje com alto astral, com o plantio de boas sementes, com exercícios físicos, com alimentação saudável (regada a um vinhozinho, pra desentupir as artérias e porque ninguém é de ferro!), com muito lazer, com menos trabalho, com a prática da fé e... com a prática de muita palavra-cruzada!!! Só assim pra gente manter a mente afiada e jamais esquecer de quem fomos ontem. E lembrar sempre que, com todos nossos erros e acertos, tivemos bons tempos em todas as fases de nossas vidas.


Foto 1 - Eu com 7 meses, sempre sorrindo...
Foto 2 - Meus amigos da escola no churrasco que comemorou nossa formatura. Eu sou a de maiô preto, no canto direito da foto, sempre rindo...
Foto 3 - Eu hoje, com minhas ruguinhas, meu corpo transformado, mas sempre rindo...

12 comentários:

Mattosquela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mattosquela disse...

Tá sempre sorrindo e sempre linda Anita!!!

Fico pensando que se dizem que até das coisas ruins com o tempo aprendemos a ver que de bom ficou... deve mesmo ser bom chegar a maturidade e ver essas colheitas que fizemos pela vida...

beijo grande sumida!

Panhoca disse...

Ainda bem que você voltou!!! Estava sentindo falta dos seus posts.
Eu concordo com você que se vivermos o hoje intensamente todas as fases serão boas. Acredito que temos fases que nos marcam mais, outras menos, mas todas são especiais.
Beijosss

georgia cabecos disse...

Aninha, sim, para mim sempre Aninha.
Simplesmente emocionante. Adoro e concordo com cada palavra sua.bjs

Glória Britho disse...

Amore! Recebi essa mensagem e achei a nossa cara e também uma boa reflexão a fazer a partir do que tão lindamente escreveu.
Ah, passe também no meu blog e se puder, deixe um recadinho. Faz um bem...


" Se você quer aprender a honrar a palavra e transformá-la em seu instrumento de poder, comece por colocar atenção em seu pensamento, antes que ele chegue à boca.
Reflita na pureza, no propósito e na necessidade de cada palavra antes de pronunciá-la.
Se ela for pura, mas sem um propósito claro, não servirá para nada, será como pétalas de flores jogadas ao vento.
Se possuir um bom propósito, mas não partir do coração, o efeito poderá ser o contrário do que você espera, as pétalas permanecerão ao vento, mas os espinhos irão lhe ferir os pés.
Mas ainda se as palavras forem puras, atenderem um bom propósito, mas chegarem fora de seu tempo, serão como um belo campo florido que se apresenta àquele que não pode ver. Apenas seu leve aroma restará no ar..."

Little Eagle.

Anacrys disse...

Q delícia!
Bons tempos e tantas histórias...

O amadurecimento do corpo e da alma são visíveis mas o tempo bom é agora.

Adorei.
Um bjo.
Cris.

Carolina Cunha disse...

Eu com 23 tenho saudades dos tempos do colégio, de passar a tardes descompromissadas,de ter as provas como o único obstáculo, etc. Mas não troco nada pelo meu dia de hoje, pelo que sou hoje e também pelo que tenho (não tinha nem mesada).rs

Tb gosto de colecionar imagens de decoração para me inspirar qnd tiver minha casa. ;) que bom que gostou! Bjs

Anônimo disse...

Gostei! So discordo de uma coisa, saudades dos bons tempos nao precisa necessariamente implicar que os tempos de hoje nao sejam igualmente bons... Cade eu na na foto da piscina?

Saudades
Abelardo

Tatiana Maia Lins disse...

Muito legal, Aninha! :-)

Carolina Martínez disse...

dinda como sempre vc esta linda!!
o passado sempre é bom mas o futuro é melhor ainda. E as rugas que aparecem no rosto não são de sofrimento e sim de alegria de tanto sorrir franzimos o rosto e as ruguinhas de felicidade aparece.
Eu amo meu passado, estou amando meu presente e tenho certeza que vou amar meu futuro.
beijos!!!!

ira disse...

Sorriso e brilho no olhar! estes não mudam....Vc está lindinha em todas as fotos, Tive uma adolescência tão complicada que para mim inesquecível é a fase dos 30! Saudosismo é o que sinto por vc, afinal ainda não te reencontrei pessoalmente nesta encarnação querida "ANINHA" rsrsrsr

Fernando Freire Jr. disse...

Sua observação foi perfeita. Muitas pessoas no meu MSN tem usado avatares de fotos da infância e esse resgate tem se tornado cada vez mais evidente. Eu mesmo andei buscando algo parecido pra usar.
Não sei se é efeito do fato de eu mesmo estar resgatando certas raízes (que vc bem sabe) recentemente, mas me parece que essa epidemia saudosista está ocorrendo porque está cada vez mais difícil olhar pra frente e ver algo bonito e interessante. Os noticiários não ajudam e as projeções para o futuro menos ainda. Então a saída é nos refugiarmos no passado, que guarda os melhores anos "do resto de nossas vidas".
Prefiro não acreditar cegamente nisso e continuar alimentando esperanças de um mundo melhor, porques enão eu piro! rsrs
De qualquer modo, eu amei ver a Aninha nos seus earlier days! kkkk
Muita coisa pode ter mudado, mas o sorrisão largo e generoso já estava lá!
Beijos!