terça-feira, 6 de julho de 2010

Que saudades de 1982...

Não queria escrever sobre o nosso fiasco na Copa de 2010... Mas aí me lembrei de um antigo diário que eu guardo até hoje no fundo de uma gaveta. Nele, desaguei minha tristeza quando o Brasil perdeu a Copa de 1982. Nossa, como eu chorei naquela ocasião! Um timaço que tinha Zico, Sócrates, Falcão e cia. Eles entravam em campo e exibiam um futebol arte! Iam derrubando um a um, até que um tal de Paolo Rossi foi a pedra em nosso caminho.

A pedra em nosso caminho agora foi a própria seleção. Meio desencontrada, meio sem brilho... Tropeçando em seus próprios pés. Mas o nosso coração brasileiro lá, torcendo, vibrando e... sofrendo. Mas não! Agora não chorei por nossa derrota, não! Tenho contas pra pagar, filhas pra cuidar, quilos a perder... e os jogadores estão lá, cheios de grana e fama. Depois que virei “gente grande”, não choro mais por Copas perdidas. Fico só um pouco mal-humorada, rsrsrs. Mas, quando eu tinha 13 anos, vivi a Copa do Mundo com toda a intensidade, indo do paraíso ao inferno. E divido aqui com vocês o meu sofrimento em 1982:

Rio, 5 de julho de 1982

Diário,

Você não sabe como estou triste. Sabe, nós estamos na Copa do Mundo, e o Brasil estava se mostrando muito bem, ganhava de todos os times e conseguiu passar pela 1ª fase com goleadas. Jogou com a U.R.S.S. (2X1), com a Escócia (4X1) e com a Nova Zelândia (4X0). Realmente nossa seleção era a favorita, até goleou a Argentina (isso já foi na 2ª fase) por 4X1. Mas quando foi jogar com a Itália, só precisava do empate para passar para as semifinais e chegou a empatar (2X2). Mas tentou atrasar o jogo e segurar a bola e não deu outra: Itália 3X2.

Todos os brasileiros estavam confiantes, o Rio de Janeiro estava todo enfeitado com bandeiras, tirinhas verde e amarelas e os muros e até o asfalto estavam todos desenhados com o Pacheco, Naranjito e muitos outros símbolos da Copa. Foi uma surpresa a derrota, todos nós ficamos tristes, choramos e faço idéia como estão os jogadores e o técnico Telê Santana. Devem estar arrasados. A equipe volta amanhã e ouvi no rádio que os torcedores irão para a Avenida Brasil esperar a chegada dos jogadores com bandeiras e aplausos. Isso é muito bonito, pois sabemos o quanto foi dado de esforço para eles conseguirem chegar até onde chegaram. E ouvi também em uma reportagem que os próprios italianos diziam que podiam até ganhar do Brasil, mas que por todo o mundo a vitória da Copa seria considerada nossa.

Um beijão um pouco triste,

Ana

O mais engraçado nisso tudo é ver que, naquela época, detonamos a Argentina (com Maradona em campo!) e que os brasileiros, mesmo com a derrota, ainda se orgulhavam de sua seleção. Hoje, não sei se ganharíamos sequer da Argentina – o embate ficou pra 2014, quem sabe... E teve jogador voltando pra casa sob escolta de segurança, com medo de ser atacado pelos torcedores. Isso sem falar no técnico Dunga, ô coitado... Demitido via Internet, bombardeado pela mídia, execrado pelos torcedores.

Ai, que saudades da Copa de 1982, mesmo com a derrota...

E ainda vamos ter que engolir outro fato... Em 82, perdemos para o campeão. A Itália acabou levando o caneco naquele ano. Agora, acredito que nem isso... Perdemos pra um time sem grande tradição no futebol e que, certamente, vai ser massacrado pela Alemanha se chegar à final.

Ai, gente, tô com "meda" de 2014... Mas até lá já terei esquecido tudo isso e estarei, novamente, com minha camisa amarela e com meu coração cheio de esperança!

13 comentários:

Fernando Freire Jr. disse...

Caramba! Você me fez reviver todas as emoções daquela época. E que foram exatamente as suas! Pacheco e Naranjito são muito queridos, para sempre! A primeira Copa que acompanhei a sério, primeira vez que vi ruas pintadas. Eu morava na Tijuca e minha memória me faz crer que foi lá que essa pratica começou. Meu Deus, como chorei! Bom, pelo menos uma coisa o Dunga conseguiu: pela primeira vez eu não sofri com a eliminação. Eu já esperava o pior. Que venha 2014!

Marcio Bruno disse...

Primeirão! Primeirão! Nem vou comentar, na verdade nem li ainda, mas fui o primeiro a postar. Hahaha

Marcio Bruno disse...

Primeirão! Primeirão! Nem vou comentar, ate porque ainda não li, mas fui op primeiro a postar. Hahaha

Marcio Bruno disse...

Agora ja posso fazer algum comentário.

Na verdade a Holanda não é um pais sem tradição no futebol,ja fez duas finais e ainda não levou, mas estou torcendo por ela ou pelo Uruguai. Quem vencer o jogo de hoje será o Campeão.

Concordo com voce, é uma sacanagem o que estão fazendo com o Dunga. Ninguem é obrigado a concordar com o esquema dele, mas dizer que foi um fiasco ou que fracassamos é muita sacanagem. Na copa passada a culpa era do regime liberado e do oba-oba, nessa a culpa é do regime fechado. O que os jornalistas querem? Falar mal porque o que vende é noticia ruim, noticia feliz não vende jornal, o raça!! hahaha

P.S. Brincadeira com voce e outros jornalistas que frequentam esse blog. Beijos para todas.

Marcio Bruno disse...

Cade meus comentários????

Thiago Brigada disse...

Aquilo que era seleção, a de 82. Jogava o fino! Pena que eu tinha 2 anos apenas, então sem chance de lembrar.

A de 86 eu me recordo pouco. Bem pouco. Não me lembro do Zico perdendo aquele pênalti. Mas me recordo do Sócrates e do Júlio César perderem, já nas penalidades. Nem fiquei chateado, pois não tinha noção ainda do que era uma Copa do Mundo.

Mas a de 1990 eu já torcia, vibrava e tudo mais. E aquela seleção tinha um monte de jogador bom: Tafarel, Jorginho, Aldair, Ricardo Gomes, Ricardo Rocha, Branco, Alemão, Dunga, Silas, Müller, Careca, Bebeto, Romário, Renato Gaúcho... Mas... perdemos para Cannigia e Maradona! Nesta, eu senti! Fiquei triste, chateado...

94 foi aquela Copa que ganhamos, mas nunca convencemos. Foi chata. Mas comemorei muito. Mas... Chata!

98 foi a última Copa do Mundo que torci de verdade: de organizar o pessoal da rua para fazer "pedágio" (pegar trocados com os carros que passavam na rua), para pintar, enfeitar... Ficou bem legal! E o time era bom, jogava bem, era favorito! Lembro de assistir o jogo contra a Holanda e eu supertenso! Mas aí... Zidane + convulsão do Ronaldo. Sei que nesta eu fiquei bem bolado e a seleção perdeu a minha torcida plena.

"Flamengo, sempre Flamengo". Seleção ficou de lado... 2002 fomos campeões, eeee, legal!, mas nem comemorei. Fiquei mesmo em casa. 2006 eu já estava com muito ódio no coração por conta do Parreira... 2010, nem preciso falar: sabia que, uma hora, iria cair fora o Brasil.

2014... No Brasil, sei lá, nem tô animado em pensar em ir aos jogos. Mas... Ao menos vai ter muita festa, talvez eu esteja mais animado.

Dhaniel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dhaniel disse...

Ana, gostei muito do seu blog e do seu post.

Beijo,

Dhaniel Cohen
www.flusocio.com.br/blog

Tais Prôa disse...

Nada a declarar sobre essa copa!!
Mas sobre seu post, já tava com saudades de ler alguma coisa por aqui!!! Bom que vc voltou!!!
Bjão

Ana Lúcia Prôa disse...

Márcio, eu não disse que a Holanda não tem tradição no futebol. Disse que não tem "grande" tradição no futebol. Tradição futebolística é nosso departamento!

Mas errei feio... Alemanha foi desclassificada e Holanda está na final. Então, entre Holanda e Espanha... que vençam os gatinhos da Espanha, rsrsrs!

Anacrys disse...

To passando por aqui...
Que tristeza ver o Brasil fora da Copa. Sensação de vazio.
O jeito é encher o peito de esperança: 2014.
Mas a minha saudade é da Copa de 94. "Sai que é tua, Tafarel!" ou ver o Bebeto embalando o seu filho... urru! Brasil!

Não consigo me lembrar se a tristeza de 82 foi igual a essa de 2010.

Gostei de relembrar de 82 e que não somos invencíveis. Fica aí o aprendizado (já esquecido) pra 2014.
Adorei.
Um bjo.

ira disse...

Só tem gente novinha dando depoimento. Pra mim, a inesquecível quando tinha quase 12 anos foi a de "70" Félix, Brito, Piazza, Carlos Alberto (capitão), Clodoaldo, Everaldo, Jairzinho, Gerson, Tostão, PELÉ, Rivelino... Zagallo de Técnico e 4 x 1 na Itália de VIRADA! e o Brasil TRI_CAMPEÃO MUNDIAL, quase infartei de emoção! Inesquecível! Vc sempre mexendo em nossos baús. Parabéns bonitinha. De fato 82 dava gosto assistir. 2010 foi menos traumático que 2006 ( a raiva foi maior) também Roberto Carlos puxando meinha na grande área! Que pouco caso com o momento histórico da COPA!

ira disse...

Aninha do céu! você tinha total razão de ter "meda" 2014! Em casa, o inesquecível 7!